Posts

Festa de final de ano da Flotilha da Jangada arrecadou fundos para o Brasileiro de Optimist 2019

Muitas homenagens marcaram o jantar de final de ano da Flotilha da Jangada na noite do sábado (8). Pedro Henrique Gambino foi eleito Velejador Boa Praça de 2018.

Lorenzo Balestrin, Manoela Pereira da Cunha, Carlos Eduardo Griebeler (Cadu) e Pedro Breternitz se despediram da Flotilha para seguir novos caminhos na Vela.

Também teve homenagem para os Estreantes, Iniciação e para os treinadores Salvatore Meneguini, Rámon Tarrago e Lucas Mazim (Sorriso).

Na abertura do evento, o convidado especial Renato Reckziegel comentou sobre a importância do esporte e dos sonhos na vida dos jovens atletas e Kurt Keller foi homenageado pela sua trajetória como velejador.

Lorenzo Balestrin e Pedro Henrique Gambino são campeões no BRASIL CENTRO DE OPTIMIST

2222

Competição na Baía de Guanabara, com sede no Iate Clube do Rio de Janeiro, define equipe jovem para torneios internacionais

​​Um dos mais importantes campeonatos no calendário da Vela Jovem Nacional, o Brasil Centro da Classe Optimist terminou neste domingo, 16 de abril, nas águas da Baía de Guanabara. Válida como segunda e última etapa da Seletiva Nacional para a Equipe Brasileira Jovem, a competição definiu os atletas que disputarão os torneios internacionais da Classe em 2017 (a primeira etapa foi o Campeonato Brasileiro de Optimist, realizado em janeiro, em Vitória). O evento, com sede no Iate Clube do Rio de Janeiro, teve como vencedor, entre os veteranos, Lorenzo Balestrin, com 62 pontos perdidos. Na categoria estreante, Pedro Henrique Gambino ficou com o ouro, com um total de 15 pontos perdidos, ambos do Clube dos Jangadeiros.

Ao todo, 135 velejadores veteranos e 29 estreantes participaram do torneio. No último dia de competições, o vento demorou para estabilizar na raia da Baía de Guanabara e, somente após as 14h, foi possível iniciar os procedimentos de largada. Foram realizadas, então, duas regatas de veteranos e uma de estreantes. Contando todos os dias de campeonato, foram 11 regatas da categoria veterano e sete da categoria estreante.

O evento também ficou marcado por uma clínica teórica e prática com treinadores da classe, promovida pela Confederação Brasileira de Vela (CBVela) e pelo ICRJ, sob o comando de Walter Böddener e Bruno Di Bernardi. O objetivo foi instruir sobre as melhores práticas e métodos de treinamento dos velejadores mais jovens. Os encontros aconteceram nos dias 9, 10 e 11, das 18h às 20h, também no Iate Clube do Rio. Já o acompanhamento técnico das regatas, com reuniões de manhã e à tarde, de acordo com a dinâmica das flotilhas, foi realizado com o intuito de avaliar e discutir com os técnicos o desempenho dos atletas durante a competição.

As Clínicas e o Brasil Centro de Optimit 2017 foram organizados pela CBVela e pelo Iate Clube do Rio de Janeiro. A CBVela conta com patrocínio máster do Banco Bradesco e do Grupo Energisa para o projeto de Vela Jovem.

Ranking de classificação para os campeonatos internacionais 

O ranking de classificação para os campeonatos internacionais é estabelecido a partir das regatas do Campeonato Brasileiro de Optimist e do campeonato regional escolhido como seletiva, que neste ano foi o Brasil Centro de Optimist. Veja como ficou o ranking:

Ranking de classificação 2017

O ranking estabelece a prioridade de preenchimento das vagas para os seguintes campeonatos internacionais:

– Campeonato Mundial de Optimist 

5 velejadores

11/07 a 21/07 – Tailândia – Royal Varuna Yacht Club

– Campeonato Europeu de Optimist 

4 velejadores, devendo existir pelo menos um velejador de cada gênero

30/07  a 6/08 – Bulgária – Yacht Club Bourgas

– Campeonato Norte Americano de Optimist

15 velejadores, devendo existir pelo menos 4 velejadores de cada gênero

25/06 a 02/07 –  Canada – Royal Canadian Yacht Club em Toronto

SOBRE A CBVELA

A Confederação Brasileira de Vela (CBVela) é a representante oficial da vela esportiva do país nos âmbitos nacional e internacional. É filiada à Federação Internacional de Vela (World Sailing) e ao Comitê Olímpico do Brasil (COB). Tem o Bradesco como patrocinador oficial, o Grupo Energisa como parceiro oficial e patrocinador oficial da Vela Jovem e a Richards como apoiadora oficial. A vela é a modalidade com o maior número de medalhas de ouro olímpicas na história do esporte do Brasil: sete. Ao todo, os velejadores brasileiros já conquistaram 18 medalhas em Jogos Olímpicos.

Divulgacao (3)

Jovens atletas estreiam muito bem no Campeonato Brasil – Centro de Optimist

2222

Pedro Henrique Gambino lidera nos Estraentes e Vinicius Koeche está em quinto entre os Veteranos

A Flotilha da Jangada iniciou com o pé direito o Campeonato Brasil – Centro de Optimist, no Iate Clube do Rio de Janeiro. Entre os estreantes, o CDJ colocou cinco velejadores entre os 10 melhores no primeiro dia. O destaque maior ficou por conta de Pedro Henrique Gambino que venceu a única regata do dia, liderando a competição.

O jovem teve que vencer um vento de média a forte intensidade que, nas rajadas, se aproximava dos 15 nós. Atrás de PH, Teresa Severo (5º), Giovani Troian (8º), Carlos Eduardo Griebeler (9º), João Almeida (10º), Melissa Paradeda (13º) e Manoela Pereira da Cunha e Lucas Zorzi, que não completaram a prova, formam o time de estreantes do Jangadeiros.O desempenho de todos os atletas agradou e muito o técnico Salvatore Meneghini: “Tudo isso é fruto de todo o treinamento de preparação para o campeonato. Mas eles têm ainda muito a crescer”.

Os veteranos também fizeram bonito na estreia. Com duas regatas disputadas, Vinicius Koeche foi o que conseguiu o melhor resultado. O garoto venceu a segunda prova do dia e com o oitavo lugar tirado na primeira prova, ele soma 9 pontos e ocupa a 5ª posição na classificação geral. Logo atrás dele, vem Luiza Moré, em 6º, com 10 pontos perdidos.

Completam o time de veteranos do Jangadeiros, Pedro Breternitz (25º), Lorenzo Balestrin (27º) e Amanda Plentz (95º). Ao todo, 133 velejadores competem nesse Campeonato Brasil – Centro de Optimist, que vai até domingo, dia (16).

Pedro Henrique Gambino lidera nos Estreantes

Pedro Henrique Gambino lidera nos Estreantes

De olho no Mundial: Flotilha da Jangada vai com 13 velejadores para disputar o Campeonato Centro Sul de Optimist

Competição, que serve também de seletiva para o maior campeonato da classe, acontece de terça-feira (11) a sexta-feira (14 de abril), no Rio de Janeiro.

Estreantes e veteranos já estão de malas prontas para a segunda competição nacional de Optimist em 2017. Depois do Brasileiro de Vitória – ES em janeiro, os jovens atletas de até 15 anos finalizam os últimos preparativos antes de caírem na água no Rio de Janeiro.

A Flotilha da Jangada contará com 13 velejadores, cinco veteranos e oito estreantes. Salvatore Meneghini, treinador dos mais novos na classe, falou de sua expectativa para a competição:

“O pessoal está bem treinado, compondo um grupo bem compacto, onde todos estão mais ou menos no mesmo nível. Metade da flotilha é a primeira competição grande que disputa e a outra metade correu em Vitória no início do ano. Mas, mais do que grandes resultados, o importante é a experiência que os atletas vão adquirindo nesses campeonatos com um grande número de barcos”.

Se no Brasileiro de Vitória os atletas encararam ventos de mais de 15 nós, a realidade do Campeonato Centro Sul de Optimist promete ser bem diferente. Átila Pellin, técnico dos velejadores mais experientes da flotilha, diz  o que espera dos veteranos.

“A equipe vai enfrentar uma condição de vento – de fraca a moderada intensidade – em que eles estão mais acostumados e que mais propicia para os seus biotipos. Fizemos ótimos treinos e agora é chegar no Rio e se ambientar rapidamente com a raia. Teremos um bom tempo para isso antes de começarem as regatas”.

Veteranos

Amanda Plentz
Lorenzo Balestrin
Luiza Moré
Pedro Breternitz
Vinicius Koeche

Estreantes

Carlos Eduardo Griebeler
Giovani Troian
João Henrique Almeida
Lucas Zorzi
Manoela Pereira da Cunha
Melissa Paradeda
Pedro Henrique Gambino
Teresa Severo

b1c0a465-5608-462f-a56a-86e1dc6997e6

Flotilha de estreantes reunida com o técnico Totó

Flotilha da Jangada inicia participação para o Campeonato Brasileiro de Optimist, em Vitória-ES

O ano de 2017 mal começou e o calendário de competições já teve início. Na terça-feira (3), a Flotilha da Jangada viajou para Vitória, no Espírito Santo, para participar da disputa do Campeonato Brasileiro de Optimist, que ocorre até o dia 14.

Nossa delegação, composta por nove jovens atletas, busca repetir o desempenho conquistado no ano passado, em Jurerê, quando foi eleita a Melhor Flotilha do Brasil. Toda a nossa torcida para os estreantes Pedro Henrique GambinoManoela Pereira da Cunha e Lucas Zorzi e os veteranos Gabriel SimõesLorenzo BalestrinLuiza MoréPedro BreternitzVinícius Koeche e Vitor Paim.

Outras classes também disputam competições nacionais em janeiro, a exemplo da Laser e da Snipe. A primeira acontece de 9 a 21, no Yacht Club Santo Amaro (YCSA), em São Paulo. Já o Campeonato Brasileiro de Snipe ocorre do dia 20 a 27, em Ilha Bela, no Rio de Janeiro. Acompanhe a preparação de nossos atletas e boletins durante os torneios em nosso site e na nossa página do Facebook.

Noite do OP: festa comemora os ótimos resultados em 2016

No Clube dos Jangadeiros, a Flotilha da Jangada é o ponto de partida do jovem na vela. É onde os pequenos começam a ter seus primeiros contatos com as competições e aprender os valores que só o esporte pode ensinar. A Noite do OP, festa da classe Optimist, que aconteceu na última sexta-feira (18), reuniu parte desses nossos promissores atletas, seus pais, instrutores, membros da comodoria e demais associados para celebrar um 2016 de resultados fantásticos.

Conforme lembra Átila Pellin, técnico da Flotilha, o ano foi bem marcante, com números muito positivos neste final de ciclo para alguns dos meninos. “Este grupo de jovens, que está completando 15 anos de idade e, a partir de agora alçará novos voos, teve ótimos resultados. No Brasileiro, fomos segundo, terceiro e quinto, o que para clubes é algo bem expressivo. Além disso, fomos a melhor Flotilha do país e conseguimos a tríplice coroa, algo que ninguém nunca tinha conseguido. Na seletiva nacional, fomos campeões geral nos veteranos, no feminino das veteranas e ainda tivemos um vencedor estreante”, completa.

Dois desses jovens, que completaram 15 anos e mudarão de classe em 2017, foram homenageados durante a festa e ganharam o Troféu Gabriel Kern: Giovanne Pistorello e Guilherme Plentz. Apesar de não terem participado de muitas regatas neste ano, eles ficaram felizes em representar o Clube no Mundial. Mesmo com a dificuldade de conseguir conciliar a escola com as competições, garantem que com força de vontade e dedicação, mais a ajuda dos pais, vão fazer ainda melhor na próxima temporada.

“Vou dar o meu melhor no ano que vem na 29er e vou fazer o possível para conseguir me manter bem nos treinos e nos estudos. É difícil, mas se esforçando é possível”, conta Pistorello.

“Meus pais apoiam muito também e isso ajuda a fazer essa balança. Lembro do ano passado, quando eu não estava muito bem no colégio, minha mãe me ajudava a estudar para que minhas notas melhorassem”, complementa Plentz.

Todo esse auxílio dos responsáveis pelos jovens é muito importante. Não à toa, “Optipais” e “Optimães” foram homenageados também na Noite do OP. Para Cláudia Balestrin, capitã da Flotilha da Jangada, o papel dos pais é fundamental. Afinal, são eles que trazem seus filhos para treinar quatro vezes por semana, que incentivam e dão o suporte. “Nós somos todos uma equipe. Nós temos uma rede de mães, porque entendemos que um dos fatores que podem fazer com que uma criança desista de velejar é que seus pais não se juntem à flotilha”, completa.

Homenagens, entrega de brindes aos convidados e um belo show ao vivo. Tudo isso e muito mais marcou a festa de final de ano do Optimist. Uma classe que é mais que uma classe. É, o início de tudo. Da formação, da disciplina, do senso de equipe e, ao mesmo tempo, do momento de também se aprender a tomar decisões sozinho. Ou, como prefere definir a pequena Manoela Pereira da Cunha, estreante na classe: “É onde começamos a sentir que, no barco, podemos estar em qualquer lugar do mundo”.

Festa Noite do OP

Se você ainda não tinha planos para amanhã a noite, agora tem. Afinal, ninguém vai querer perder a festa de final de ano da Flotilha da Jangada, não é mesmo? O evento acontece às 20h no Restaurante da Ilha e a presença do associado é muito importante.

“Convidamos a todos a prestigiar a Noite do OP! Será um momento de confraternização e comemoração dos resultados da Flotilha da Jangada no ano de 2016. Além disso, faremos um resgate dos feitos do Optimist nos 75 anos do Clube dos Jangadeiros”, convoca Cláudia BalestrinCapitã da Flotilha da Jangada.

Não garantiu o seu ingresso ainda? Não tem problema. É possível ainda adquirir o seu antecipado na Escola de Vela Barra Limpa (EVBL). Os convites custam R$ 40 por pessoa e dão direito a um delicioso galeto acompanhado de saladas.Toda a arrecadação do evento será convertida em prol da Flotilha de Optimist para subsidiar a sua ida aos campeonatos de 2017.

Argentino vence o Sul-Americano em Punta del Este

O argentino Dante Cittadini conquistou neste sábado, 19 de abril, em Punta del Este, no Uruguai, o título do Campeonato Sul-americano da classe Optimist. Ele ficou com o segundo lugar na competição, atrás do norte-americano Ivan Shestopalov, que por pertencer a um país convidado não disputava o troféu sul-americano. O grande nome do Brasil na competição foi a carioca Clara Penteado, do Iate Clube do Rio de Janeiro, campeã no feminino. Os gaúchos Gabriel Lopes (4º) e Tiago Quevedo (6º), do Veleiros do Sul, e o carioca Rubem dos Santos Neto (10º) também estiveram muito bem em águas uruguaias.

Campeão estadual da classe, o integrante da Flotilha da Jangada João Emílio Vasconcellos terminou em 31º lugar. O outro representante do Jangadeiros na competição, Guilherme Plentz, ficou com a 35ª colocação. Os dois mostraram muito talento em Punta del Este, encerrando o evento na flotilha amarela, formada pelos 53 melhores atletas do campeonato, que contou com a participação de 158 velejadores.

Confira a súmula final do Sul-Americano de Optimist aqui.


Fotos: Matias Capizzano.

Apenas uma regata foi realizada nesta sexta em Punta del Este

Em mais um dia de vento fraco em Punta del Este, no Uruguai, nesta sexta-feira, 18 de abril, teve início a segunda fase do Campeonato Sul-Americano de Optimist. Apenas uma regata foi realizada, com os competidores divididos em três flotilhas: amarela (1º ao 53º), azul (54º ao 106º) e vermelha (107º ao 158º). Campeão estadual da classe, o integrante da Flotilha da Jangada João Emílio Vasconcellos terminou o dia em 31º lugar. O outro representante do Jangadeiros na competição, Guilherme Plentz, está uma posição atrás, em 32º. A liderança voltou às mãos do norte-americano Ivan Shestopalov. Os gaúchos Gabriel Lopes e Tiago Quevedo, do Veleiros do Sul, vem logo atrás, em 2º e 3º, respectivamente.

Para este sábado (19/4), dia final, a comissão de regatas espera fazer três regatas. Acompanhe o dia a dia e os resultados do Campeonato Sul-Americano da classe Optimist aqui.

.

Foto: Matias Capizzano.

Flotilha da Jangada mostra força em Punta del Este

A falta de vento impediu a flotilha Amarela disputasse a quinta regata do Campeonato Sul-Americano da classe Optimist na última terça-feira, 15 de abril, em Punta del Este, no Uruguai. Com isso, a prova não havia sido computada na classificação da competição, apesar das flotilhas Amarela e Azul já terem completado a regata. Nesta quinta-feira, 17 de abril, a organização aproveitou para colocar tudo em dia e, enfim, encerrar a fase classificatória.

A primeira etapa do campeonato dividiu os 158 em três grupos: amarelo (1º ao 53º), azul (54º ao 106º) e vermelho (107º ao 158º). Velejadores do Jangadeiros e integrantes da Flotilha da Jangada, Guilherme Plentz e João Emílio Vasconcellos estão na elite da competição, em 31º e 33º, respectivamente. A liderança é do argentino Facundo Monaco, seguido pelo peruano Joaquin Ceballos. O melhor brasileiro no evento é o gaúcho Gabriel Lopes, do Veleiros do Sul, em 5º lugar. As regatas seguem nesta sexta-feira, 18 de abril.

Acompanhe o dia a dia e os resultados do Campeonato Sul-Americano da classe Optimist aqui.

.

Foto: Matias Capizzano.