Posts

Contagem regressiva para o XXVII Troféu Cayru

Tradicional competição promovida pelo Janga é uma homenagem ao patrono e fundador do clube, Leopoldo Geyer

Falta muito pouco para o início de uma das mais tradicionais competições de Vela de Oceano do Rio Grande do Sul: o troféu Cayru, promovido pelo Jangadeiros. O evento, que chega na sua 27ª edição, acontecerá no primeiro final de semana de outubro (7 e 8) e reunirá as classes BRA-RGS, ORC-INT, Microtoner 19 (MT 19), Bico de Proa e J24.

A largada acontece no sábado com a tradicional volta na Ilha das Pombas, por volta das 11h. No mesmo dia, haverá ainda a Regata Solitário com percurso reduzido. No domingo, às 13h, ocorre a largada do Velejaço e, às 14h, tem início as regatas barla-sota. À noite, por volta das 20h, ocorre a confraternização dos competidores com a entrega de prêmios.

Xico Freitas: “É como em Grenal, embora a gangorra possa estar pendendo um pouco para um lado, tudo pode acontecer”.

San Chico 3, do comandante Xico Freitas, levou o Troféu Cayru do ano passado

San Chico 3, do comandante Xico Freitas, levou o Troféu Cayru do ano passado

O vice comodoro-esportivo, Rodrigo Castro, vencedor do Troféu Cayru em 2011 com o barco Magia, espera uma competição disputada neste ano. “Assim como no Conesul, o Jangadeiros irá com uma flotilha forte. Há muitos barcos que estão numa fase muito boa como o San Chico 3, o Hobart e o Kamikaze. Qualquer competidor tem chances de vencer”, analisa.

Comandante do San Chico 3 e vencedor da última edição do troféu, Xico Freitas também não vê favoritos na disputa. “É como em Grenal, embora a gangorra possa estar pendendo um pouco para um lado, tudo pode acontecer. Há ótimas tripulações e barcos muito bem ajustados, o que mostra o alto nível técnico que nos encontramos. Estamos bem preparados, entrosados e vamos com tudo”, afirma Xico.

Da mesma forma, a tripulação do Kamikaze, do comandante Hilton Piccolo, está pronta para mais um Cayru. “É uma regata marcante, tradicional e divertida pelo percurso longo que possui. Estamos bem preparados mas, independente de resultado, velejamos entre amigos e por prazer. Gosto de dizer que levamos a sério a brincadeira”, diz Piccolo.