Posts

Breno Kneipp e Ian Paim, do Clube dos Jangadeiros, são campeões sul-americanos de 29er

  Com o resultado, dupla se consolida como os principais nomes da vela jovem sul-americana e, de 27 de julho a 5 de agosto, defenderá o Brasil no Campeonato Mundial da Classe, nos Estados Unidos.

Após quatro dias de competição e 12 regatas disputadas, os atuais campeões brasileiros de 29er, Breno Kneipp e Ian Paim, do Clube dos Jangadeiros, acrescentaram mais um troféu em suas meteóricas carreiras, o de campeões sul-americanos de 29er. Por um ponto de diferença, 38 a 39, eles superaram competidores bem mais experientes na classe, os argentinos Gérman e Cristobal Billoch. O evento encerrou neste sábado (25), com a presença de 48 atletas do Brasil, Argentina, Uruguai e Chile.

“Foi um campeonato disputado com velejadores muito mais experientes que a gente. Felizmente, conseguimos manter a calma e acertar todas as manobras e, na última regata, ultrapassar os argentinos na classificação final”, disse Breno Kneipp.

O último dia de regatas começou com um vento de média intensidade, entre 6 e 7 nós, e foi aumentando até chegar aos 13 nós nas rajadas da quarta prova. Essa mudança nas condições climáticas foi fundamental para a vitória dos brasileiros, apontou Germán Billoch, que reconheceu a superioridade da dupla adversária: “Eles velejaram muito bem, mereceram o título. Principalmente, no vento forte era difícil conseguir acompanhá-los”.

Completaram o pódio em terceiro lugar os velejadores argentinos Duncau Loinaz e Elias Dalli. No feminino, o título também ficou com o país vizinho. Nicole Hovassapian e Martina Somodi levaram a melhor sobre as compatriotas Ines Billoch e Teresa Romarione, segundas colocadas, e as brasileiras Helena Van Swaay e Nicole Schiavo, do Yatch Club Santo Amaro (SP).

Para Claudio Biekarck, ex-técnico de Robert Scheidt, e agora Diretor na Confederação Brasileira de Vela (CBVela), “o Breno e o Ian já haviam demonstrado toda a sua capacidade ao vencer o Brasileiro da classe no início do mês. Agora, competindo com atletas de fora do país, que têm 6, 7 anos de experiência no 29er foram ainda mais testados e corresponderam. A flotilha está no caminho certo e, em pouco tempo, estará entre as melhores do mundo”, declara.

 Confira a classificação completa aqui.

Pelos critérios de desempate, Breno Kneipp e Ian Paim lideram o Sul-Americano de 29er a quatro regatas do fim

Após oito regatas disputadas em três dias de competição, o Sul-Americano de 29er não poderia estar mais equilibrado. Com 22 pontos perdidos, os atuais campeões brasileiros da classe, Breno Kneipp e Ian Paim, do Clube dos Jangadeiros (CDJ), estão empatados com os argentinos Gérman e Cristobal Billoch, do Yacht Club Argentino (YCA). Com uma vitória a mais que os adversários, porém, a dupla gaúcha segue na liderança.

O terceiro dia de campeonato contou com cinco regatas (duas a mais que o previsto), para compensar a quinta-feira, que não teve provas devido à ausência de vento. Na sexta-feira, as condições variaram bastante. A tarde começou com um vento Sul de fraca intensidade, entre 5 e 6 nós, e foi aumentando até chegar perto dos 12 nós nas rajadas durante a quarta regata.

As duas duplas líderes da competição sustentaram o bom desempenho do primeiro dia, mantendo-se sempre entre os sete primeiros colocados em todas as provas. Outra equipe que se adaptou bem às condições dessa sexta-feira foi a dos argentinos Duncau Loinaz e Elias Dalli. Os hermanos venceram três das cinco regatas e assumiram a terceira colocação, com 25 pontos perdidos. Com os resultados, eles ultrapassaram os uruguaios José Pedro Chifflet e Frederico Radouvitzky, que agora estão em quarto, com 27 pontos perdidos.

Neste sábado, último dia do Sul-Americano de 29er, devem ocorrer mais quatro provas, com início a partir do meio-dia, que completam as 12 regatas previstas do regulamento. O horário da cerimônia de premiação segue o mesmo: às 17h30min, na Escola de Vela Barra Limpa (EVBL).

Classificação após oito regatas:

1º lugar) Breno Kneipp e Ian Paim (CDJ-BRA) – 22 pontos perdidos

2º lugar) Germán Billoch e Cristobal Billoch (YCA-ARG) – 22 pontos perdidos

3º lugar) Duncau Loinaz e Elias Dalli (CVR-ARG) – 25 pontos perdidos

4º lugar) José Pedro Chifflet e Frederico Radouvitzky (YCU-URU) – 27 pontos perdidos

5º lugar) Felipe Cosentino e Tomás Fitte (YCA-ARG) – 33 pontos perdidos

6º lugar) Nicole Hovassapian e Martina Somodi (YCA-ARG) – 42 pontos perdidos

7º lugar) Lucas Cazale e Richard Hilbert (ICRJ-BRA) – 45 pontos perdidos

8º lugar) Tomás Vugman e Juan Liniado (YCA-ARG) – 54 pontos perdidos

9º lugar) Lorenzo Bernd e Nicolas Mueller (CDJ-BRA) – 54 pontos perdidos

10º lugar) Matheus Oliveira e Léo Accioly (YCB-BRA) – 72 pontos perdidos

11º lugar) Hernán Umpierre e Fernando Diz (YCU-URU) – 74 pontos perdidos

12º lugar) Gabriel Kern e Diego Falcetta (CDJ-BRA) – 82 pontos perdidos

12º lugar) Ines Biloch e Teresa Romarione (YCA-ARG) – 83 pontos perdidos

14º lugar) Helena Van Swaay e Nicole Schiavo (YCSA-BRA) – 99 pontos perdidos

15º lugar) Lucas Aydos e Giovanne Pistorello (CDJ-BRA) – 107 pontos perdidos

16º lugar) Rafaela Salles e Fernanda Blyth (ICRJ-BRA) – 107 pontos perdidos

17º lugar) Candelaria Gari e Cecilia Cou (YCU-URU) – 111 pontos perdidos

18º lugar) Marina Hutzler e João Luka Moré (CICP/CDJ) – 115 pontos perdidos

19º lugar) Vitor Paim e Gabriel Simões (CDJ-BRA) – 124 pontos perdidos

20º lugar) Marcelo Bernd e João Kraemer (CDJ-BRA) – 126 pontos perdidos

21º lugar) Roberta Herman e Paula Herman (CYH-CHI) – 135 pontos perdidos

22º lugar) Fidalgo Nicolás e Juan Manuel Campos (YCA-ARG) – 136 pontos perdidos

23º lugar) Luiza Cruz e Rubem Neto (YCB/ICRJ-BRA) – 137 pontos perdidos

24º lugar) Guilherme Plentz e Francisco Ruschel (CDJ-BRA) – 139 pontos perdidos

Breno Kneipp e Ian Paim, do Clube dos Jangadeiros, lideram o Campeonato Sul-Americano de 29er após três regatas disputadas

Com dois dias de competição, o segundo sem regatas devido à ausência de ventos, o equilíbrio tem sido a tônica deste Campeonato Sul-Americano de 29er, que acontece no Clube dos Jangadeiros e vai até o próximo sábado. Ainda assim, os atuais campeões brasileiros da classe, Breno Kneipp e Ian Paim têm levado a melhor até agora frente aos adversários da Argentina e do Uruguai, que ocupam a segunda e a terceira colocação, respectivamente.

Aproveitando o vento, que na rajada passava dos 14 nós, os gaúchos garantiram duas vitórias na primeira e na terceira prova, além de um quinto lugar na segunda. Os resultados foram suficientes para deixá-los três pontos a frente dos argentinos Germán e Cristobal Billoch, do Yacht Club Argentino (YCA).

Os hermanos, por sua vez, venceram a segunda regata e somaram um quarto e um quinto lugar nas outras duas provas. Um ponto atrás está a dupla uruguaia formada por José Pedro Chifflet e Frederico Radouvizky. Os atletas do Yacht Club Uruguaio (YCU) mantiveram a regularidade, ficando sempre entre os seis primeiros barcos.

Como no segundo dia do Sul-Americano de 29er os atletas não foram para a água, devido à ausência do vento, a programação para esta sexta-feira, penúltimo dia de competições, será antecipada. A Comissão de Regatas prevê que a primeira prova seja disputada ao meio-dia, e outras três ainda podem ser realizadas. Vale lembrar que os descartes dos piores resultados só acontecerão a partir da sétima prova do campeonato.

Classificação após três regatas:
 
1º lugar) Breno Kneipp e Ian Paim (CDJ-BRA) –  7 pontos perdidos
 
2º lugar) Germán Billoch e Cristobal Billoch (YCA-ARG) – 10 pontos perdidos
 
3º lugar) José Pedro Chifflet e Frederico Radouvitzky (YCU-URU) – 11 pontos perdidos
 
4º lugar) Lucas Cazale e Richard Hilbert (ICRJ-BRA) – 14 pontos perdidos
 
5º lugar) Felipe Cosentino e Tomás Fitte (YCA-ARG) – 19 pontos perdidos
 
6º lugar) Duncau Loinaz e Elias Dalli (CVR-ARG) – 19 pontos perdidos
 
7º lugar) Lorenzo Bernd e Nicolas MueLler (CDJ-BRA) – 23 pontos perdidos
 
8º lugar) Matheus Oliveira e Léo Accioly (YCB-BRA) – 23 pontos perdidos
 
9º lugar) Hernán Umpierre e Fernando Diz (YCU-URU) – 30 pontos perdidos
 
10º lugar) Nicole Hovassapian e Martina Somodi (YCA-ARG) – 32 pontos perdidos
 
11º lugar) Tomás Vugman e Juan Liniado (YCA-ARG) – 36 pontos perdidos
 
12º lugar) Helena Van Swaay e Nicole Schiavo (YCSA-BRA) – 38 pontos perdidos
 
13º lugar) Lucas Aydos e Giovanne Pistorello (CDJ-BRA) – 43 pontos perdidos
 
14º lugar) Rafaela Salles e Fernanda Blyth (ICRJ-BRA) – 45 pontos perdidos
 
15º lugar) Gabriel Kern e Diego Falcetta (CDJ-BRA) – 49 pontos perdidos
 
16º lugar) Fidalgo Nicolás e Juan Manuel Campos (YCA-ARG) – 49 pontos perdidos
 
17º lugar) Vitor Paim e Gabriel Simões (CDJ-BRA) – 54 pontos perdidos
 
18º lugar) Ines Biloch e Teresa Romarione (YCA-ARG) – 54 pontos perdidos
 
19º lugar) Guilherme Plentz e Francisco Ruschel (CDJ-BRA) – 54 pontos perdidos
 
20º lugar) Marcelo Bernd e João Kraemer (CDJ-BRA) – 56 pontos perdidos
 
21º lugar) Candelaria Gari e Cecilia Cou (YCU-URU) – 58 pontos perdidos
 
22º lugar) Roberta Herman e Paula Herman (CYH-CHI) – 60 pontos perdidos
 
23º lugar) Luiza Cruz e Rubem Neto (YCB/ICRJ-BRA) – 60 pontos perdidos
 
24º lugar) Marina Hutzler e João Luka Moré (CICP/CDJ) – 65 pontos perdidos

Foi dada a largada para o Sul-Americano de 29er

Atletas do Jangadeiros buscam o terceiro título na classe no mês de março

Argentinos, brasileiros, chilenos e uruguaios iniciaram na quarta-feira a disputa pelo principal título da América Latina na classe 29er, o Campeonato Sul-Americano. Recepcionando a terceira competição da categoria neste mês de março – primeiro foram o Brasileiro e II Copa Brasil de Vela Jovem -, o Clube dos Jangadeiros se tornou uma segunda casa para muitos velejadores, conforme lembrou o Comodoro Manuel Ruttkay Pereira em seu discurso de abertura.

“Muitos dos velejadores estão conosco aqui há bastante tempo, estando longe de seus amigos e familiares, o que mostra toda a dedicação que vocês têm a este esporte. Nós, como organizadores de mais este campeonato, em troca, os acolheremos com todo carinho e iremos lhes oferecer toda a infraestrutura e as condições necessárias para que possam desempenhar suas atividades. Declaro aberto o Sul-Americano de 29er e desejo a todos bons ventos”.

Ao todo, 50 atletas estão em Porto Alegre para competir neste campeonato que vai até sábado (25). Desses, 26 são brasileiros, 16 argentinos, 6 uruguaios e 2 chilenos. Para muitos velejadores da flotilha do CDJ, este será o primeiro campeonato internacional que disputam pela classe. Lucas Mazim, o Sorriso, treinador da equipe de 29er, falou o que espera de seu time para o sul-americano.

“Fizemos treinos na segunda e na terça-feira para eles já pegarem o ritmo de competição, mesmo que eles já tenham corrido dois campeonatos neste mês. O legal é que pudemos fazer umas regatinhas com os estrangeiros e ver como eles velejam. Espero um nível técnico bem alto, os argentinos, especialmente, são bem experientes na classe e prometem incomodar bastante no campeonato. Mas vamos ver como os dias vão se sucedendo e como vão estar as condições de vento também”.

O Sul-Americano de 29er tem previsão de ter até 12 regatas durante os quatro dias de torneio. Descartes dos piores resultados só acontecerão a partir da sétima prova disputada.

Da esquerda para a direita: Vice-Comodoro Esportivo, Rodrigo Castro, Comodoro Manuel Ruttkay Pereira, Diretor de Eventos da Secretaria de Esportes de Porto Alegre, Cláudio Franzen, Vice-Comodoro Administrativo Pedro Pesce e Vice-Comodoro de Obras, Antonio Joaquim Machado

Da esquerda para a direita: Vice-Comodoro Esportivo, Rodrigo Castro, Comodoro Manuel Ruttkay Pereira, Diretor de Eventos da Secretaria de Esportes de Porto Alegre, Cláudio Franzen, Vice-Comodoro Administrativo Pedro Pesce e Vice-Comodoro de Obras, Antonio Joaquim Machado

Dobradinha do Jangadeiros! Lorenzo Bernd e Philipp Rump venceram e Breno Kneipp e Ian Paim ficaram em segundo na classe 29er da II Copa Brasil de Vela Jovem

O Clube dos Jangadeiros tem as duas melhores duplas de 29er do Brasil. Depois de Breno Kneipp e Ian Paim terem vencido o Brasileiro da Classe há uma semana e Lorenzo Bernd e Philipp Rump terem ficado em segundo, na II Copa Brasil aconteceu o inverso. “Mais uma dobradinha do Clube, só que desta vez, nós demos o troco”, brinca Lorenzo.

Com uma campanha consistente, a dupla venceu os companheiros de flotilha por quatro pontos, 13 a 17. Foram 11 regatas disputadas, e o título veio com uma regata de antecedência.

Lorenzo Bernd

Lorenzo Bernd

 

“Foi uma grande evolução nossa! Até o Brasileiro tínhamos treinado muito pouco juntos, e a competição serviu para nos entrosarmos ainda mais. O Philipp já tinha uma experiência como proeiro no 420 e eu velejo há quase dois anos na 29er, unimos nos conhecimentos e fizemos esta bela competição!”.

 

 

Phillipp Rump

Philipp Rump

 

“A cada dia que passava sentíamos alguma evolução e a confiança também ia aumentando. A possibilidade de termos corrido dois campeonatos seguidos colaborou muito com o nosso entrosamento. Agora é focar no Sul-Americano e depois no Mundial. Vamos com tudo!”.

 

 

Agora, as duplas da flotilha de 29er do Clube dos Jangadeiros concentra as suas forças para o Sul-Americano da Classe, que acontece entre os dias 22 e 25 de março.

Resultados da flotilha de 29er do Jangadeiros na II Copa Brasil de Vela Jovem:

1º) Lorenzo Bernd e Philipp Rump

2º) Breno Kneipp e Ian Paim

5º) Gabriel Kern e Diego Falcetta

6º) Guilherme Plentz e Francisco Ruschel

7º) Vitor Paim e Gabriel Simões

8º) Giovanne Pistorello e Luiz Pejnovic

Lorenzo Bernd e Phillipp Rump em ação na II Copa Brasil da Vela Jovem.

Lorenzo Bernd e Philipp Rump em ação na II Copa Brasil da Vela Jovem.