Posts

Os gaúchos Alexandre Paradeda e Lucas Mazim são Campeões Brasileiros da Classe Snipe 2018

O gaúcho Xandi Paradeda levanta a taça pela segunda vez consecutiva e conquista seu 12º título no 69º Campeonato Brasileiro da Classe Snipe, encerrado neste domingo (27). O 1º lugar do Feminino é de Geórgia Rodrigues da Silva e Amanda Rodrigues Silva, também do Jangadeiros. O evento reuniu 120 atletas em Porto Alegre, de 20 a 27 de janeiro.
O equilíbrio marcou a 69ª edição do Campeonato Brasileiro da Classe Snipe, sediado pelo Clube dos Jangadeiros, em Porto Alegre. Após a realização de oito regatas, Alexandre Paradeda e Lucas Mazim, pratas da casa, conquistaram o título pelo segundo ano consecutivo. Aos 45 anos e depois de conquistar mais de 40 títulos nacionais e internacionais, Xandi levanta o seu 12º troféu Brasileiro de Snipe, a classe mais tradicional e de alta exigência técnica da vela mundial.
O último dia de competições iniciou com uma disputa entre os irmãos Xandi Paradeda e Beto Paradeda, líderes até o momento na classificação geral. Devido ao vento inconstante, foi realizada apenas uma regata na tarde deste sábado (27). Roberto Paradeda e Phillip Grochtmann terminaram a prova na oitava colocação, enquanto os líderes ficaram com o 14º lugar. A pontuação garantiu o título a Xandi e Lucas, por conta do descarte do pior resultado.

Jangadeiros desponta nas principais categorias

Além de dominar os dois primeiros lugares do pódio, o Clube dos Jangadeiros teve outras duplas entre os Top 10 da Geral. Tiago Britto e Antonio Rosa, Campeões Mundiais Júnior, conquistaram o 7º lugar. Enquanto Rodrigo Link Duarte e Salvatore Kraemer, que substituiu o atleta João Emílio Vasconcellos neste último dia, terminaram em 8º. O primeiro lugar Feminino também é do Jangadeiros com as irmãs Geórgia Rodrigues da Silva e Amanda Rodrigues Silva. Na categoria Júnior, Guilherme Perez conquistou o 3º lugar ao lado de Antonio Carlos Lopes, do Yacht Clube da Bahia, e Diego Falcetta e Luiz Eduardo Pejnovick, chegaram ao 5º. Com mais este título, o Clube dos Jangadeiros foi 27 vezes campeão brasileiro no Snipe, 12 deles conquistados por Xandi.
Alexandre Paradeda comentou a importância do título conquistado na sua terra natal e projetou os próximos desafios ao lado de Lucas Mazim: “Essa foi uma semana muito incrível para mim. Eu retornei ao Janga e a Porto Alegre. Encontrei a família e muitos amigos que não via há muito tempo, depois da mudança para Ilhabela. Foi um campeonato de alto nível, com 60 barcos e no final essa disputa particular com o meu irmão. Agora iremos nos preparar para a eliminatória do Pan no próximo ano. É o campeonato mais importante e onde vamos dar foco total”.
Vice-campeão brasileiro, Roberto Paradeda ficou apenas dois pontos atrás do irmão Xandi. “Foi um campeonato muito concorrido. Hoje foi um dia bem difícil, tivemos chances de ganhar, mas perdemos algumas posições no final. Acabamos em segundo lugar, que também é um resultado muito bom”, avaliou. Dupla de Xandi, Lucas Mazim exaltou o bicampeonato e a oportunidade de vencer um torneio tão importante, no clube onde começou a velejar.

“Estou muito feliz de conquistar mais uma vez o título Brasileiro da Classe Snipe, ao lado do Xandi, que sempre foi um ídolo para mim. A sensação de ganhar a competição em casa, com os amigos torcendo e no lugar que eu amo velejar, é uma satisfação imensa”, comemorou.
O 3º lugar na Geral ficou com a dupla Rafael Gagliotti e Henrique Wisnieski, do Iate Clube de Santos, que iniciou o campeonato liderando a Regata de Abertura e o primeiro dia do Brasileiro. O pódio foi completado com Mário Sérgio de Jesus Junior e Willian Moura, da Escola de Vela de Ilhabela, em 4º lugar e João Pedro Souto de Oliveira e Fernando Gioia, do Iate Clube do Rio de Janeiro/Marinha Brasil, em 5º.
Na categoria Gran Master, Mário Eugenio Tavares e Celeste Torres, do Clube Regatas Guanabara, conquistaram a medalha de ouro. Paulo Santos e Thiago Sanguineto, do Iate Clube do Rio de Janeiro, ficaram com a segunda colocação. Paulo foi homenageado com o Troféu Legend, pela sua história vitoriosa no Snipe. O angolano, de 74 anos, já foi cinco vezes campeão brasileiro, conquistou dois bronzes em mundiais, além de dois títulos europeus, entre outros troféus.
Na categoria Master, Ralph Rosa e Daniel Claro, do Yacht Clube da Bahia, levaram a melhor. Geórgia Rodrigues da Silva e Amanda Rodrigues Silva, do Clube dos Jangadeiros, chegaram na frente no Feminino.
Entre as duplas mistas, destaque para Juliana Duque, Campeã Mundial Feminino em 2016, e Rafael Martins, do Yacht Clube da Bahia. A dupla Felipe Rondina e Christian Shaw, do Iate Clube de Brasília, terminou com a primeira colocação do Júnior e levou para casa o troféu rotativo da categoria.
Durante a cerimônia de premiação, o comodoro Clube dos Jangadeiros, Manuel Ruttkay Pereira, relembrou e destacou a relevância do Snipe para a biografia do Janga: “Já sediamos vários campeonatos brasileiros da classe. A história do Jangadeiros caminha junto com a do Snipe. Devemos grande parte do que somos hoje à classe, não só no cenário da vela mundial, mas também como clube social”.
Classificação Geral:
1º. Lugar – Alexandre Paradeda / Lucas Mazim – Clube dos Jangadeiros
2º. Lugar – Roberto Paradeda / Phillip Grochtmann – Clube dos Jangadeiros/Veleiros do Sul
3º. Lugar – Rafael Gagliotti / Henrique Wisnieski – Iate Clube de Santos
4º. Lugar – Mário Sérgio de Jesus Junior / Willian Moura – Escola de Vela de Ilhabela
5º. Lugar – João Pedro Souto de Oliveira / Fernando Gioia – Iate Clube do Rio de Janeiro/Marinha Brasil
6º. Lugar – Bruno Bethlem / Rodrigo Lins – Iate Clube do Rio de Janeiro
7º. Lugar – Tiago Brito / Antonio Rosa – Clube dos Jangadeiros
8º. Lugar – Rodrigo Linck Duarte / Salvatore Kraemer – Clube dos Jangadeiros
9º. Lugar – Juliana Duque / Rafael Martins – Yacht Clube da Bahia
10º. Lugar – Felipe Rondina / Christian Shaw – Iate Clube Brasília

Classificação Master:
1º. Lugar – Ralph Rosa / Daniel Claro – Yacht Clube da Bahia
2º. Lugar – Adriano Santos / Christian Franzen – Veleiros do Sul
3º. Lugar – Kurt Juergen Diemer / Mateus Gonçalves – Clube Regatas Guanabara
4º. Lugar – Mário Eugenio Tavares / Celeste Torres – Clube Regatas Guanabara
5º. Lugar – Carlos Alberto Da Silva / Regis Fernando Da Silva – Veleiros do Sul

Classificação Gran Master:
1º. Lugar – Mário Eugenio Tavares / Celeste Torres / – Clube Regatas Guanabara
2º. Lugar – Paulo Santos – Thiago Sanguineto – Iate Clube do Rio de Janeiro

Classificação Legend:
1º. Lugar – Paulo Santos – Iate Clube do Rio de Janeiro

Categoria Feminino:
1º. Lugar – Geórgia Rodrigues Da Silva / Amanda Rodrigues Silva – Clube dos Jangadeiros
2º. Lugar – Caroline Boening / Lais Gliesch Silva – Veleiros do Sul

Categoria Júnior:
1º. Lugar – Felipe Rondina / Christian Shaw – Iate Clube Brasília
2º. Lugar – Matheus Oliveira / Rafael Carballo – Escola de Vela Ilhabela
3º. Lugar – Antonio Carlos Lopes / Guilherme Perez – Yacht Clube da Bahia/Clube dos Jangadeiros
4º. Lugar – Diego Falcetta / Luiz Eduardo Pejnovick – Clube dos Jangadeiros
5º. Lugar – Victor Lira / Joshua Tavares – Escola de Vela Ilhabela

Categoria Misto:
1º. Lugar – Juliana Duque / Rafael Martins – Yacht Clube da Bahia
2º. Lugar – Luciano Pesci / Barbara Brotons – Club Náutico Córdoba

Vencedores na Regata de Abertura, dupla de Santos termina terça-feira (23) na liderança do 69° Campeonato Brasileiro da Classe Snipe

Na tarde desta terça-feira (23) começaram as regatas de pontuação do 69° Campeonato Brasileiro da Classe Snipe, no Clube dos Jangadeiros, em Porto Alegre. Depois de conquistarem a Regata de Abertura, mais uma vez o destaque do dia foi a dupla Rafael Gagliotti e Henrique Wisniewiski, do Iate Clube de Santos, que está na primeira posição geral.

Mesmo após o bom início no Brasileiro, Rafael Gagliotti mantém a cautela quando comenta a disputa pelo título: “o campeonato só termina quando acaba. Temos que nos concentrar, mesmo indo muito bem hoje. Faltam muitas regatas e só com um descarte, ainda tem chance para todo mundo. Mesmo quem está mal, tem possibilidades de terminar muito bem”.

A primeira prova foi marcada pelo adiamento da largada em três oportunidades, devido a mudança constante na direção do vento. Na quarta tentativa, às 15h30, os 120 atletas inscritos iniciaram a competição. Nesta disputa, Felipe Rondina e Cristian Shaw levaram a melhor, com Rafael Gagliotti e Henrique Wisniewiski chegando logo atrás.

Na regata subsequente, os vencedores foram João Pedro Souto de Oliveira e Fernando Tovar, novamente com Rafael Gagliotti e Henrique Wisniewiski terminando na segunda posição.

Os atuais campeões e velejadores da casa, Alexandre Paradeda e Lucas Mazin, finalizaram o dia com o terceiro lugar geral.

Os barcos voltam para a água do Guaíba nesta quarta-feira, às 14h. Serão disputadas duas regatas por dia, até sábado (27), data da premiação do evento.

Confira os três primeiros colocados na classificação geral:

1° – Rafael Gagliotti e Henrique Wisniewiski

2° – João Pedro Souto de Oliveira e Fernando Tovar

3° – Alexandre Paradeda e Lucas Mazin

 

Cerimônia de abertura e premiação da Regata de Abertura:

 

Primeiro dia de regatas, terça-feira (23):

Clube dos Jangadeiros volta a ser o centro da vela. Recebe cerca 120 atletas para o 69º Campeonato Brasileiro da Classe Snipe

A tradicional competição da classe Snipe, da qual o Clube dos Jangadeiros já foi campeão 26 vezes – 11 desses títulos conquistados pelo multicampeão Alexandre Paradeda – acontece de 20 a 27 de janeiro, em Porto Alegre, nas águas do Guaíba. A Regata e a Cerimônia de Abertura estão marcadas para esta segunda-feira (22), às 15h. As regatas que contam pontos iniciam
na terça-feira (23), às 14h.

Esta é a sexta vez que o Janga é anfitrião de um dos mais importantes campeonatos da agenda nacional da vela.

O Clube dos Jangadeiros será anfitrião de mais um campeonato nacional da vela. Desta vez, recebe em sua sede na Zona Sul de Porto Alegres o 69º Campeonato Brasileiro da classe Snipe, durante os dias 20 e 27 de janeiro. Um dos principais eventos da agenda nacional da vela, a expectativa é que o campeonato reúna mais de 120 velejadores de todo o País.

No primeiro dia, a programação será de reuniões técnicas e confirmações das inscrições. Na segunda-feira (22), às 15h, acontece a Regata e a Cerimônia de Abertura e na terça-feira (23) começam para valer as regatas que contam pontos. O campeonato segue até sábado (27), mesmo dia da premiação, às 18h, nas categorias Geral (1º ao 10º Lugar), Júnior (1º ao 5º lugar), Master (1º ao 5º Lugar), Misto (1º ao 2º lugar) e Feminino (1º ao 2º Lugar).

Atuais campeões nacionais: Alexandre Paradeda e Lucas Mazim

A dupla Alexandre Paradeda, o Xandi, e Lucas Mazim, o ‘Sorriso’ são presença certa no Campeonato que está sendo sediado no Clube pela sétima vez, a última foi em 2011. Onze vezes Campeão nacional, Xandi não esconde a alegria de competir em casa. “Voltar a correr um brasileiro no Janga traz sempre uma expectativa muito grande. A flotilha do Clube cresceu muito nos últimos anos. Ganhamos três dos últimos quatro brasileiros. Por ser em casa motiva todos a fazerem um grande campeonato”, diz.

Além de levantar a taça de campeão nacional em Ilhabela, em 2017, o Clube dos Jangadeiros conquistou o Mundial Júnior da classe na Espanha com a dupla Tiago Brito e Antonio Rosa e no Estadual do Snipe Fevers 2017 dominou o pódio com Gabriel Kieling e Átila Pellin como campeões.

Como registro histórico, vale mencionar que o Campeonato Mundial de Snipe de 1959, realizado no Jangadeiros, marcou o mundo esportivo na época, pois foi o primeiro realizado fora dos Estados Unidos e da Europa, reunindo tripulações de 16 países na capital gaúcha.

O Snipe é um barco de 4,72 metros para duas pessoas, desenhado por William Crosby em 1931. Uma das classes mais antigas da ISAF Sailing World Championships, com um grande número de flotilhas espalhadas pelo mundo.

Campeões Mundiais Júnior de Snipe: Tiago Brito e Antônio Rosa 

SERVIÇO

O que: 69º Campeonato Brasileiro da Classe Snipe
Quando: 20 a 27 de janeiro de 2018
Onde: Clube dos Jangadeiros (Rua Ernesto Paiva, 139 – Tristeza, Porto Alegre – RS)
Aviso de Regata: https://goo.gl/sc6YUU
Mais informações: Secretaria Esportiva do Clube dos Jangadeiros, esportiva@jangadeiros.com.br,  (51) 3094-5764, com Claudia ou Iara.

PROGRAMAÇÃO DO 69º CAMPEONATO DA CLASSE SNIPE

Clube dos Jangadeiros – Porto Alegre

Data Horário Programação Local
20/01/2018 – Sábado 9h às 17h Recepção, medições e confirmações de inscrições Secretaria
21/01/2018 – Domingo 9h às 17h Recepção, medições e confirmações de inscrições Secretaria
22/01/2018 – Segunda-feira 10h30min Reunião de comandantes Bar Snipe
15h Regata de abertura (não conta pontos)
Abertura do evento
19h Premiação da Regata de Abertura Sede da Ilha
23/01/2018 – Terça-feira 14h Regatas do dia
24/01/2018 – Quarta-feira 14h Regatas do dia
25/01/2018 – Quinta-feira 14h Regatas do dia
26/01/2018 – Sexta-feira 14h Regatas do dia
27/01/2018 – Sábado 13h Regatas do dia
18h Premiação Sede da Ilha

CONHEÇA UM POUCO DE HISTÓRIA DO SNIPE NO JANGADEIROS

Publicamos, mais uma vez, com atualizações, este texto muito bem escrito pelo nosso querido sócio e velejador Claudio Aydos, memória do nosso Clube e presença sempre encantadora pelas suas grandes histórias e cordialidade sem fim.

“A classe Snipe foi introduzida em Porto Alegre no início de 1953, com a fundação da primeira flotilha, no Iate Clube Guaíba. Poucos meses depois o Clube dos Jangadeiros aderiu à classe, fundando a flotilha 426.

A classe Snipe caiu como uma luva para a nova geração de iatistas que estava surgindo. Dos tradicionais velejadores da classe Sharpie 12m2, ao que me lembre, somente Gastão Altmayer e Alfredo Bercht, aderiram ao Snipe.

Apenas dois anos depois, nossa famosa dupla Gabriel Gonzalez/Nelson Piccolo venceu pela primeira vez o Campeonato Brasileiro da classe. Com isso, conseguimos cacife para sediar e organizar o VI Campeonato Brasileiro de Snipes, no qual Gabriel e Nelson repetiram a dose, sagrando-se bicampeões nacionais.

Um dos grandes atrativos e estímulo da classe Snipe era o fato de ela ser organizada internacionalmente, proporcionando a oportunidade de viagens nacionais e internacionais aos melhores colocados.

A dupla vitória de Gabriel e Nelson nos campeonatos brasileiros classificou-os para, em outubro de l956, representar o Brasil no Campeonato do Hemisfério Ocidental em Hamilton, nas ilhas Bermudas. Essa foi a primeira participação do nosso Jangadeiros fora do Brasil.

Em 1957, outra jovem dupla nossa, Kurt Keller/Sergio Christo sagraram-se campeões brasileiros em Maceió/ Alagoas, classificando-se para o campeonato mundial da classe em Cascais/Portugal. Voltaram de lá, devidamente credenciados pela SCIRA (órgão máximo da classe Snipe) para que o nosso Clube dos Jangadeiros, organizasse e sediasse o Campeonato Mundial de Snipes de 1959. Essa seria à primeira vez na historia que um campeonato mundial de vela ia ser realizado no hemisfério sul e fora, portanto do eixo Europa-Estados Unidos. Esse certame, pela sua impecável organização, colocou nosso clube em evidência no cenário do iatismo mundial.

34 anos depois, em 1993, o Jangadeiros volta ser sede do Mundial de Snipe, e George Nehm, conhecido como Dodão, e Fernando Krahe, se consagram vice-campeões.

Daí para diante, foi uma sequência de organizações, participações e conquistas que deram ao Jangadeiros, o prestígio de que ele hoje desfruta no Brasil e no mundo.”

Campeonatos da classe Snipe sediados e organizados pelo Jangadeiros

  • Mundiais : 1959 e 1993
  • Sul-americanos: 1991 e 2014
  • Brasileiros: 1956, 1959,1991, 2002, 2011

Títulos conquistados no Snipe

  • Campeões Mundiais: 1967, 1997 (Mundial Júnior), 2001, 2017 (Mundial Júnior)
  • Campeões Pan-americanos: 1967 e 2007
  • Campeões do Hemisfério Ocidental: 1976 e 2004
  • Campeões Sul-americanos: 1973,1975,1987,1991,1992,1994, 1995, 2002, 2009 e 2014
  • Campeões Brasileiros: 1955,1956,1957,1958,1959,1960,1966,1967,1971,1974,1975,
    1976,1991,1992,1994,1995,1996, 1997,1998,1999, 2001, 2004, 2011, 2014, 2015, 2017