Posts

Tiago e Andrei levam o Troféu Edmundo Soares

Após um ano recheado de conquistas, os velejadores Tiago Brito e Andrei Kneipp receberam neste domingo, dia 8 de dezembro, o Troféu Edmundo Soares. O prêmio é uma homenagem do Clube dos Jangadeiros ao (s) iatista (s) ano, já tendo sido entregue, desde que foi criado, em 1981, a nomes como: Nelson Piccolo, campeão mundial de Snipe; José Luiz Ribeiro/Paulo Ribeiro, campeões pan-americanos de 470; George Nehm/Henrique Bergallo, campeões brasileiros de Snipe, Marco Aurélio Paradeda/Peter Nehm, representantes do Brasil nos Jogos Olímpicos de 1984; André Fonseca/Rodrigo Duarte, representante brasileiros nas olimpíadas de 2004 e 2008; e Fábio Pillar, campeão mundial de Laser Radial.

Este ano, a escolha dos velejadores aconteceu através de uma votação, realizada no site do clube. Entre os feitos que levaram Tiago e Andrei a concorrer ao troféu estão o título do Campeonato Mundial da Juventude, em julho, no Chipre; e os vice-campeonatos brasileiro, sul-americano e mundial na classe 420. A dupla foi eleita com mais de 50% dos votos, superando Fernanda Oliveira e Ana Barbachan, Alexandre Paradeda e Gabriel Kieling e o velejador Lucas Mazim.

Vote e ajude a escolher o iatista do ano do Jangadeiros

Você já pode votar e ajudar a definir quem receberá o Troféu Edmundo Soares em 2013. Criado em 1981, o prêmio é uma homenagem do Clube dos Jangadeiros ao seu iatista do ano, já tendo sido entregue a nomes como Nelson Piccolo, José Luiz Ribeiro/Paulo Ribeiro, George Nehm/Henrique Bergallo, Marco Aurélio Paradeda/Peter Nehm, André Fonseca/Rodrigo Duarte e Fábio Pillar. Este ano, estão concorrendo as duplas Fernanda Oliveira/Ana Barbachan, Alexandre Paradeda/Gabriel Kieling, Tiago Brito/Andrei Kneipp e o velejador Lucas Mazim. Veja abaixo os feitos de cada um deles e dê o seu voto!

Fernanda Oliveira e Ana Barbachan

A dupla chegou ao topo do ranking mundial da classe 470, tendo conquistado seis competições em 2013: Campeonato Brasileiro, Campeonato Sul-Americano, Semana Brasileira de Vela e três etapas da Copa do Mundo de Vela (Miami, Palma de Mallorca e Hyères). Atualmente, as velejadoras estão na segunda colocação.

Alexandre Paradeda e Gabriel “Bolinha” Kieling

Eles já conquistaram alguns dos títulos mais importantes da classe Snipe, como o sul-americano e o brasileiro. Em 2013, no entanto, as façanhas aconteceram no Campeonato Mundial (3º lugar, medalha de bronze) e no Sul Brasileiro (1º lugar geral).

Lucas “Sorriso” Mazim

Além de velejar pelo Jangadeiros, Sorriso é instrutor da Escola de Vela Barra Limpa. Este ano, ele sagrou-se campeão brasileiro da classe Laser 4.7 e também foi escolhido pelo velejadores da classe Optimist para comandar a equipe brasileira no Campeonato Norte-Americano, em Hamilton, Bermuda.

Tiago Brito e Andrei Kneipp

Em 10 meses, os jovens velejadores disputaram oito importantes competições da classe 420. Venceram a Copa da Juventude, em Niterói/RJ; o Campeonato Carioca, em Búzios/RJ; e fecharam com chave de ouro conquistando o Mundial da Juventude, em Limassol, no Chipre. Além de obter o título inédito para o clube, Tiago e Andrei foram vice-campeões mundiais da classe, em Valência, na Espanha; terceiros colocados do Campeonato San Isidro Labrador, em Buenos Aires, na Argentina; vice-campeões da primeira etapa do campeonato paulista, em São Paulo/SP; e vice-campeões sul-americanos, novamente em Buenos Aires.

Para votar, clique aqui.