comodoro

EDITORIAL

Olhando, na Jangada News das últimas semanas, o “timaço do Janga” velejando pelo mundo afora no segundo semestre de 2018, senti muito orgulho por fazer parte desse Clube e pude imaginar-me manuseando um pouquinho o timão desses pequenos veleiros que fizeram a história do CDJ! São 12 atletas representando o Jangadeiros, seu estado e seu país pelo mundo afora, mas, antes de tudo, levando a torcida das suas famílias, dos seus amigos e, porque não dizer, dos seus amores!

França, México, Dinamarca, Estados Unidos, Alemanha, Argentina e Chipre! Alguns já testemunharam e outros ainda confirmarão a qualidade e a garra dos iatistas do Janga! Os campeonatos são diversos: Vela Jovem, Olimpíadas da Juventude, Sul-americanos, do Hemisfério, Norte-americanos, Copas do Mundo, Mundiais e Mundiais Olímpicos. Em todos, com maiores ou menores chances de vitória, nossos velejadores fizeram e ainda farão o melhor, buscando sempre a superação das suas marcas anteriores e levando os conceitos e ideais que, na imensa maioria das vezes, foram desenvolvidos e forjados na Escola de Vela Barra Limpa!

Desde jovens iatistas da classe Optimist, berço da formação de velejadores e de cidadãos, até atletas experientes e que participam da equipe olímpica nacional, passando por significativas promessas da vela jovem e que buscam galgar os degraus que os levarão a conquistas ainda maiores, enxergamos nessa lista, a concretização, nunca inteiramente alcançada, dos ideais dos nossos fundadores e dos que nos antecederam!

O Jangadeiros sempre poderia fazer mais pelos seus atletas, poucas vezes os sonhos se realizam inteiramente! Sabemos disso muito bem, reconhecemos o muito que ainda há por fazer, mas, termos buscado recursos junto à CBC (Comitê Brasileiro de Clubes), com projetos de montagem e execução bastante complexos e assim, oferecido mais de 28 barcos novos e botes de apoio, com professores e técnicos finalmente contratados de forma justa e legal, aliados à tão desejada reforma da nossa querida Barra Limpa, nos permite deitar a cabeça no travesseiro contentes e imbuídos da certeza de que, mesmo em meio a águas econômica e socialmente muito turbulentas, estamos fazendo o melhor para manter nosso querido clube no topo do iatismo brasileiro!

Finalizando essa manifestação de reconhecimento e júbilo para com os nossos iatistas, por justo, também o meu agradecimento pessoal ao Vice-Comodoro Pedro Pesce, que representou bravamente nossas ideias junto aos grupos de pressão, formados por clubes e associações esportivas de todo o país e que culminaram com a edição de recentíssima MP que devolve aos clubes e confederações recursos financeiros essenciais para o desenvolvimento do esporte brasileiro! Recebemos o aval para que continuemos a sonhar!

Comodoro Manuel Ruttkay Pereira