LOGO-JAN - sem fundo branco - Cópia - Cópia

Jangada News – 11 de maio de 2018

Jangada News
Newsletter do Clube Jangadeiros . Porto Alegre . Edição 11 de maio de 2018

 

Lucas Mazim: “Para ser um bom técnico, é fundamental se manter na ativa como atleta”

Resultados espetaculares da Copa da Juventude 2018, que classificou quatro representantes do Janga para o Mundial, encheu o Clube
e o bicampeão de orgulho

Vice-campeões do Sul-amaericano de Snipe 2018

Quando os meninos da vela jovem garantiram o melhor desempenho da Copa da Juventude 2018 e trouxeram para “casa” ouros e pratas e o título de Melhor Clube do Brasil, um bicampeão foi ovacionado pelos 15 atletas que foram a Bahia defender a camiseta do Jangadeiros.

Nove anos depois de ter se tornado técnico da Escola de Vela Barra Limpa, Lucas Mazim, com apenas 24 anos, observa os resultados com a convicção de que o trabalho está dando bons frutos e contribuindo para dar prosseguimento à história do Clube de formar grandes campeões.

“Quando comecei, o Janga não tinha um treinador para a vela jovem. Desde o início, recebi muito incentivo e apoio de todos. Com tudo isso, o clube cresceu muito”, diz. “O sucesso da classe 29er, por exemplo, é reflexo do Clube estimular uma frente nova”. Falava da medalha de ouro conquistada por Vitor e Ian Paim na 29er na Copa da Juventude, encerrada na última sexta-feira (4).

Mas esta não foi a única grande vitória do Jangadeiros na competição. Larissa Schenker também ficou com o ouro e Guilherme Plentz, com o título masculino na RS:X. Os quatro garantiram a cobiçada vaga para o Mundial da Juventude, em Corpus Christi, nos Estados Unidos, de 14 a 21 de julho.

Entrosamento e tempo de convivência

Outro talento, João Emilio Vasconcellos, foi vice-campeão na Laser Radial, enquanto Giovanne Pistorello e Gabriel Simões também foram prata na 29er. Além dos pódios, mais atletas fizeram bonito no evento que reuniu 83 velejadores de seis estados, na Bahia.

Lorenzo Bernd e João Luka Moré, ficaram em sétimo lugar, Gabriel Kern e Diego Falcetta, em décimo, e João Pedro Tatsch e Antônio Albuquerque, em 13º, todos na 29er. Américo Costa e Guilherme Perez garantiram boas posições no Top 10 da Laser Radial, em 6º e 7º lugares.  

As conquistas enchem o treinador de orgulho. Mazim atribui parte do sucesso ao entrosamento com os atletas. “Alguns estão comigo desde o começo. É preciso saber como lidar, entender o que eles pensam. Não cobrar resultado, deixar tranquilo. Eles já sentem a competição em si”.

Segundo o bicampeão brasileiro de Snipe ao lado de Xandi Paradeda, para ser um bom treinador é fundamental se manter na ativa como atleta. “Isso ajuda a perceber muito mais a competição, entender as dificuldades e dar a orientação mais acertada. Sinto que como técnico evoluí muito”. Quanto à parceria com Xandi, não poupa elogios: “É um monstro, o melhor do Snipe em todos os tempos”.

Depois da vela jovem, o desafio com Fernandinha e Ana
em Marselha, na França

No próximo dia 31, Lucas Mazim embarca para a cidade de Marselha. Na França, ele acompanhará, como treinador na classe 470, as nossas atletas olímpicas Fernanda Oliveira e Ana Barbachan, que irão competir na etapa final da Copa do Mundo de Vela, de 3 a 10 de junho. A parceria começou em novembro e vem crescendo. “Elas são bem experientes, isso ajuda. Tem sido mais um aprendizado do que qualquer coisa”.

O trabalho com a dupla tem sido para deixar o barco ajustado. Ele também quer aproveitar a viagem para a troca de experiências com outros técnicos. “Vou absorver o máximo de informação”, diz o “Sorriso”, hoje responsável por atender cinco classes da vela no Janga: 29er, Laser, RS:X, 420 e Optimist.

Vice-campeões do Sul-amaericano de Snipe 2018

Lucas Mazim: União, decisões certas, com tranquilidade e confiança

“A Copa da Juventude é um campeonato muito importante, pois é eliminatória para o Mundial da Juventude no Texas. A Confederação dá total apoio e os clubes se preparam muito, já que é uma competição que vai fazer os meninos, no futuro, entrarem para o ciclo olímpico. É o segundo maior campeonato organizado pela World Sailing, evento grandioso para quem vai representar.

A equipe do Jangadeiros se dedicou. Conseguimos mesclar bastante a parte séria – água, organização, cuidado com o material – com a brincadeira. A gente sentiu que esse foi o ponto bem importante para conseguirmos equilibrio. Muitos atletas sentem a pressão de estarem representando o seu clube e de tentarem representar o Brasil no Mundial. A nossa descontração, a nossa alegria, a nossa diversão foi fundamental para os guris conseguirem manter a concentração e uma constância na Copa. 

Foi uma semana bem especial, onde tudo deu certo. O time estava sempre bem focado, tomando as decisões certas, com tranquilidade e confiantes. E isso fez eles crescerem. As outras equipes viram que o Jangadeiros estava com uma estrutura legal, era a maior equipe do campeonato e isso também dava uma segurança. 

Então, o resultado foi vindo aos poucos, ninguém pensou que seria tão expressivo assim até o último momento em que a gente conseguiu classificar a Larissa na prancha RS:X, o Bolo (Guilherme Plentz) foi o campeão masculino na mesma classe. O Vitor e o Ian  fizeram uma campanha legal de treinamento. Foi o primeiro campeonato do Vitor, ele tem pouca experiência na classe e mesmo assim a dupla conseguiu ser campeã com uma regata de antecedência, assim como a Larissa.

O Guilherme Plentz, mesmo com a pressão da competição, ganhou a última regata do campeonato. O Giovanne e o Gabriel Simões fizeram uma campanha incrível, terminando o campeonato em 2º lugar. Sem falar no João Emilio, que ficou em 2º no Laser, em uma classe mais difícil. 

Quero agradecer, mais uma vez, a confiança e o empenho de todos os nossos atletas. A força e a união da nossa Flotilha foi o que trouxe para o Jangadeiros o título de Melhor Clube do Brasil. Agora, rumo ao Texas!”

Lucas Mazim, técnico do Jangadeiros e bicampeão brasileiro de Snipe

 

“O Sorriso começou a preparação logo após o carnaval, com treinos quatro vezes por semana, pois sabíamos que se tratava do campeonato mais importante do ano e que a raia seria difícil, com ventos muito rondados e com intensidade variando muito na mesma regata.

Mas com o alto talento e dedicação dos nossos atletas – geração destaque na história do Jangadeiros – e o alto conhecimento do técnico, que conhece os meninos há bastante tempo, o time chegou ao objetivo e fez um campeonato com resultados incríveis. Orgulho para as famílias e para o Janga. Vamos agora seguir com essa garra e lutar pelo Mundial”

Edgar Plentz, diretor de Vela Infanto-Juvenil 

montagem

campeões do Master

“O campeonato foi excelente. Conseguimos colocar em prática tudo o que a gente treinou durante os dois meses antes da competição. O nosso treinador Sorriso nos ajudou bastante, dando dicas na raia e motivação em terra. E no final dos dias de regata conseguimos uma boa soma de pontos que nos deu o título da Copa 2018. Ficamos bem felizes. E agora é rumo ao mundial do Texas”

Vitor e Ian Paim, campeões da classe 29er e classificados para o Mundial

“Primeiramente, gostariamos de agradecer e dedicar o resultado à nossa equipe técnica, que nos fez adquirir o potencial para crescer cada vez mais. Estamos muito felizes com o nosso segundo lugar, que proporcionou a dobradinha do Clube dos Jangadeiros e posso confirmar que no ano que vem, com mais treino e experiência, vamos trazer outra vitória para o Janga”

Gabriel Simões e Giovanne Pistorello, dupla Prata na 29er

Vice-campeões do Sul-amaericano de Snipe 2018

Larissa Schencker, ouro na classe RS:X e a garantia do Mundial

vice-campeões do Júnior

“É muito legal ver esse esforço ser reconhecido. O trabalho que o Sorriso vem desenvolvendo com a vela jovem é incrível. Ele nos ajuda muito, mesmo a gente estando longe. É muito legal ter esse apoio do Clube e vencer foi um espelho de tudo que construímos até aqui. Foi um campeonato muito bom, que nos fez pensar, venceu quem fez a melhor tática. Então vai ficar guardado na nossa história”

Guilherme Plentz, campeão na classe RS:X masculino, classificado para o Mundial no Texas

joao

“A competição estava muito difícil, porém estávamos bem treinados e com muita vontade de ir bem. O segundo lugar foi um resultado bom mas não excelente. Voltando aos treinos iremos nos dedicar para seguir evoluindo nos campeonatos que virão pela frente”

João Emilio Vasconcellos, prata na classe Laser Radial

copa

Jangadeiros participou com a maior equipe e classificou quatro atletas para o Mundial no Texas: Vitor (2º em pé, da direita para a esquerda) e Ian Paim (3º em pé, da esquerda para a direita), Guilherme Plentz (à direita, em pé) e Larissa Schenker (No centro, sentada)

Abertas as inscrições para o II Campeonato Estadual de Kite Hydrofoil

Modalidade incentivada pelo Janga terá três dias de disputas nesta primeira etapa

Vice-campeões do Sul-amaericano de Snipe 2018

Em 2017, o desafio da primeira edição  no RS 

O capitão da Flotilha Marcelo Bernd convida a todos os praticantes do esporte a participarem das 12 regatas previstas nesta segunda edição da competição, nos próximos dias 25, 26,27, a partir das 13h. No valor da inscrição já está incluído o churrasco de premiação dos cinco primeiros colocados.

Em 2017, Marcelo Bernd ficou com o título de primeiro campeão gaúcho. Breno Kneipp, novato na classe, mostrou gosto pela velocidade e conquistou o 2º lugar e o primeiro na Sub-18. Guilherme Alves conquistou o 3º lugar e Lorenzo Bernd o 4º na geral e mais o título de vice na Sub-18.

 

Vamos homenagear o “Dia das Mães” na 6ª OPTIFEST

Não esqueça! O evento é neste sábado (12), a partir das 10h, com regatas, premiações, galeto por adesão. Das 13h30min às 17h, terá o “Aulão”, uma aula experimental gratuita para incentivar o esporte na garotada. Convide seu filho a participar deste bom momento de aprendizado e aventura  

Saiba mais sobre o evento em https://www.facebook.com/events/210393186240924/

vice-campeões do Júnior

 

Uma escola que forma os melhores atletas da Vela Jovem Brasileira

Diplomas, divertimento e um saboroso galeto reuniu cerca de 80 pessoas em torno dos 20 formandos da Escola de Vela Barra Limpa no domingo (6). Novas turmas iniciam no dia 19 de maio. No sábado, no dia do OPTIFEST, terá uma aula experimental para estimular a participação de novos alunos

opti

Mais uma turma se forma e mais uma vez a vela contribui na construção de jovens para o futuro. “A garotada fica brincando na natureza, aprendendo a tomar as suas próprias decisões e, o que é fundamental, aprendem a conviver e essa convivência faz muito bem no comportamento e no desenvolvimento do esporte”, diz Dodô Paradeda, diretor da Escola de Vela Barra Limpa, hoje empenhado em mobilizar filhos de sócios e seus familiares para participarem dos cursos.
.
Foram muitos aplausos e abraços para homenagear os 20 jovens que se formaram no curso de Optimist nível 1 e 2, porta de entrada para o esporte da vela. “Depois de quatro níveis, eles podem optar, em alinhamento com os técnicos, se querem participar da Flotilha da Jangada do Clube”, complementa Dodô.

Referência nacional, berço de campeões

Importante destacar que a Escola do Jangadeiros é referência nacional. Possui no seu quadro professores com alta competência técnica, como é o caso do bicampeão brasileiro de Snipe LUCAS MAZIM (Sorriso), que orienta muitos jovens campeões e acabou de comemorar com o time grandes resultados alcançados na Copa da Juventude 2018, além de ter classificado quatro atletas representantes do Clube para o mundial nos Estados Unidos, em julho.

heitor

“O Heitor está empolgado, amando o curso, muito feliz. Ele quer muito seguir na vela, treina muito e diz que quer conhecer o mundo velejando” 

Viviane Rangel, mãe de Heitor, 9 anos. Ele fez o curso de Verão e o de Optimist Nível 1

 

PARTICIPE DAS NOVAS TURMAS DE OPTIMIST NÍVEL 1 E 2

Início: 19 de maio a 1º de julho, seis finais de semana
Dias: sábado, das 13h30min às 17h30min; domingo, das 9h30min às 12h30min
Informações: 51 – 30945777, Escola de Vela Barra Limpa, com Claudia ou Iara

montagem

montagem

Henrique Freitas: “Baita Passeio” entre amigos pela Praia de Areias Brancas 

“Cruzeiristas de cinco pagos reunidos numa só querência, felizes, em alto astral”. O entusiamo do Diretor de Cruzeiro, Henrique Freitas, mostra o que foi o passeio com 50 tripulantes à Praia de Areias Brancas no último sábado (5)

Vice-campeões do Sul-amaericano de Snipe 2018

A grande família de navegadores amigos reuniu 50 tripulantes de 22 barcos do Janga, Sava, Iate Clube Guaíba, Veleiros e da Marina Lessa. “Baita passeio! Agradecemos ao Jangadeiros pelo apoio da secretaria Esportiva e pela equipe de apoio “nota 10”. Obrigado ao assador Rogério, ao Igor e ao Vitor, a todos enfim”.

De origem italiana, a Praia de Areias Brancas é um dos balneários que compõem a orla marítima de  Arroio do Sal, a cerca de 170 quilômetros de Porto Alegre, por terra. 

Vice-campeões do Sul-amaericano de Snipe 2018

Aproveite a Churrasqueira Coberta nº 16, mas fique atento às regras

O Clube informa que a partir do dia 15 de maio, os associados que tiverem interesse em confraternizar na Churrasqueira Coberta Nº 16 da Ilha precisam agendar com antecedência de 30 dias. Observe o regulamento abaixo e, em caso de dúvidas, o Clube terá o prazer de esclarecer na Central de Eventos

Vice-campeões do Sul-amaericano de Snipe 2018 

vice-campeões do Júnior

agenda
Principais Notícias Publicadas

 

Revista Náutica

nautica

Regata News

regata news

Alma Náutica

alma

Jangada News

Nosso Facebook Nosso Twitter Nosso site Nosso Instagram