IMG_6685

1° Estadual de Kite Hydrofoil é conquistado por Marcelo Bernd

Velejador Marcelo Bernd criou no Jangadeiros a primeira flotilha de Kite Hydrofoil no Rio Grande do Sul

A primeira edição do Campeonato Estadual de Kite Hydrofoil encerrou no último final de semana no Jangadeiros. O Kite Hydrofoil é uma modalidade disputada com uma prancha que, presa por um mastro a uma parte submersa, fica suspensa acima d’água, navegando com menos atrito e podendo desenvolver velocidades acima de 60 km/h. Os atletas usam apenas o vento para impulsionar as velas, formando uma espécie de parapente.

O esporte, que faz parte da categoria das hydrofoils, chegou ao Rio Grande do Sul em março, com regatas disputadas durante a 4ª Copa Brasil de Vela. Foi o que levou o velejador Marcelo Bernd a montar no Jangadeiros a primeira flotilha de Kite Hydrofoil no Rio Grande do Sul. Vale lembrar que o kitesurfe, uma das variações da prancha com vela, poderá participar da Olimpíada de Tóquio, em 2020, como esporte de demonstração.

Os participantes entraram na água para valer para as quatro regatas de sábado – na sexta, a falta de vento impediu a realização das provas –, disputadas com as mesmas regras da vela. Organizador do evento, Marcelo Bernd ficou com título de primeiro campeão gaúcho, terminando o campeonato com apenas quatro pontos perdidos.

“O mau tempo durante a semana atrapalhou um pouco, principalmente na sexta, mas houve um interesse imenso do público e já há planos para disputar o Estadual com pelo menos 20 participantes no ano que vem”, disse. “Vale ressaltar também o papel do clube como incentivador do Kite Hydrofoil, como de outros esportes”.

Já Breno Kneipp, atual campeão brasileiro e sul-americano na 29er em dupla com Ian Paim, deu um tempo na preparação para o Mundial da classe, na China, em novembro, e foi o campeão sub-18, ficando ainda com o segundo lugar na classificação geral, com dez pontos perdidos. Velejador desde os oito anos de idade, ele pratica o Kite há oito meses e disse ter sido atraído pela velocidade: “É um esporte que ainda vai crescer, o barco voa acima da água”.

Guilherme Fonseca Alvares ficou com terceira colocação Geral. Já Lorenzo Bernd, filho de Marcelo, foi vice-campeão na classe Sub-18 e ficou em 4° na Geral, enquanto Marcelo Apoja e Rafael Paradeda terminaram empatados na quinta colocação.

Todos os atletas foram premiados com troféus, assim como Carlos Henrique de Lorenzi, o Dedá, ex-campeão mundial de Snipe e juiz nacional de regatas, homenageado como incentivador dos novos esportes no Jangadeiros.

Confira o resultado completo aqui!